Guia completo: LMS para Educação Corporativa Digital

Tempo de leitura: 7 minutos

O LMS é uma das principais tecnologias por trás da Educação Corporativa Digital. A sua estrutura de software, ao passar dos anos, seguiu uma linha exponencial de evolução e hoje é uma ferramenta imprescindível para a gestão da aprendizagem no mercado de trabalho.

Se você tem curiosidade em saber como e quando o LMS surgiu e quais as principais inovações que o tornam uma poderosa plataforma para treinamentos online, continue a leitura que você irá descobrir muitas curiosidades.

O que é o LMS?

O LMS – Learning Management System é um sistema que facilita a gestão de aprendizagem. É um dos modelos existentes para construir um ambiente digital para educação corporativa.

Existem outros modelos que não são apenas LMS, os quais são uma evolução desse tipo de plataforma como o LXP (Learning Experience Platform), por exemplo.

Antes de seguir com a leitura, entenda as diferenças entre LMS e LXP:

No caso do LXP, os estudantes fazem parte do processo, isto é, tornam o aprendizado uma experiência mais personalizada e ativa, já que se trata de um sistema aberto, no qual todos os usuários conseguem adicionar conteúdos.

Já o LMS, quem faz a curadoria dos conteúdos são as próprias empresas e organizações, pois esse software fornece ferramentas de interação e colaboração.

Para que serve o LMS?

As funcionalidades do LMS contribuem para o processo de ensino de aprendizagem, incluindo todos os agentes desse processo: visão de gestão por parte administrativa, acompanhamento didático que os tutores e monitores podem atuar, e ainda pedagógico. 

Ou seja, as ferramentas de um LMS podem potencializar o processo de ensino e aprendizagem na educação corporativa, desde que bem aplicadas. 

Plataformas LMS são utilizadas para que usuários possam acessar conteúdos de maneira estruturada e organizada e aprender com eles por meio de diferentes formatos.

Por exemplo, para cursos online de uma Universidade Corporativa Digital ou de programas mais específicos para Treinamento e Desenvolvimento (T&D) de colaboradores, os conteúdos educacionais podem ser aplicados em: 

  • Trilhas de aprendizagem
  • Podcasts
  • Vídeos
  • Games
  • E-books
  • Infográficos
  • One page learning
  • Pílulas de conteúdos
  • Entre outras estratégias educacionais.

banner roxo com os dizeres "6 passos essenciais para implementar uma Universidade Corporativa, download gratuito"

Em quais cenários se aplicam o uso do LMS?

As aplicações do LMS variam de acordo com o objetivo educacional. Na maioria das vezes é utilizado por empresas que desejam promover treinamento contínuo de sua força de trabalho, ou seja, para o público interno.

No entanto, o LMS pode ser perfeitamente utilizado por outros perfis organizacionais ou de negócios que desejam oferecer cursos online, por exemplo, para vendedores ou usuários finais de determinado produto. 

O mais importante é entender qual é o conteúdo a ser transmitido e para quem, indiferente de ser público interno ou externo.

“O LMS pode ser muito útil para potencializar a construção de novos conhecimentos e o desenvolvimento de competências, já que a aplicação do conhecimento é posterior ao aprender”, explica Simone Carminatti, Consultora Educacional do DOT Digital Group.

Outra questão relacionada ao LMS é o investimento, o qual normalmente está relacionado a necessidade de capacitação em larga escala, isto é, para um grande número de usuários.

Deste modo, os cursos online, hospedados no LMS, podem atender aos mais diversos objetivos educacionais, como: 

  • onboarding,
  • treinamento de lideranças,
  • soft skills,
  • qualquer outra demanda funcional que exige um ciclo de aprendizado. 

>> Conheça 5 características que uma plataforma de aprendizagem (LMS) precisa ter!

Quando surgiu o LMS?

De antemão, é interessante recordar que a primeira “máquina de ensino” surgiu em 1924, uma invenção do psicólogo Sidney L. Pressey. 

Tratava-se de um equipamento no qual os alunos, após estudarem, realizavam testes de múltipla escolha em uma “caixa” que fornecia feedbacks imediatos para suas respostas e a possibilidade de refazer as questões que errou.

O Núcleo de Análise do Comportamento da Universidade Federal de Santa Catarina, em publicação no Facebook, listou três diferenças fundamentais ao trabalho de Pressey: 

(1) Não era uma máquina de teste, mas de ensino: o aluno não estudava antes de utilizar o equipamento, pois era a própria atividade na máquina que iria ensiná-lo; 

(2) Os estudantes não escolhiam alternativas de resposta, mas elaboravam suas próprias respostas; 

(3) Além de feedbacks imediatos, a programação na máquina de ensinar de Skinner era organizada em uma sequência especial que garantia aprendizagem em pequenos passos, com baixa probabilidade de erro e alta probabilidade de tornar estável o desempenho.

Esse conjunto de características foi denominado pelo psicólogo estadunidense Skinner (Burrhus Frederic Skinner, nasc. 1904) como “Instrução programada”, que consiste em dividir o material a ser ensinado em módulos, ou seja, pequenos segmentos logicamente encadeados.


Fonte: YouTube

Curiosidades da história e outras invenções ao longo desses anos, como o primeiro computador de mesa e o acesso à internet, contribuíram para o surgimento do primeiro software de LMS em 1990, criado para o sistema MacIntosh e lançado pela SoftArc.

Anos depois, em 2002, Martin Dougiamas inventou uma rede interna de código aberto, o Moodle, usada para aprendizagem combinada, educação a distância, sala de aula invertida e outros projetos e ensino online em escolas, universidades, locais de trabalho e outros setores.

Mas a ideia de uma plataforma de gestão de aprendizagem em nuvem é relativamente recente…

Somente em 2008 o LMS passou a existir no ambiente online, sem depender de uma rede interna para ser utilizado. Porém, foi em meados de 2012 que as empresas começaram de fato a hospedar o LMS 100% na nuvem.

Conforme a evolução desse sistema, o LMS se tornou uma plataforma imprescindível para a gestão de aprendizagem na Educação Corporativa. Abaixo, você confere as principais características de cada fase de inovação.

Linha do tempo da evolução do LMS

Plataforma de e-learning (1998 – 2002)

A primeira fase do LMS, entre 1998 e 2002, foi caracterizada por servir como um grande catálogo de cursos online. Na época, o design instrucional adaptava o conteúdo ao novo formato de ensino: o autoestudo, sobretudo de forma assíncrona. 

Gestão de Talentos (2005)

Em 2005 o LMS mostrou que poderia ser útil para certas demandas da área de Recursos Humanos. Assim, se popularizou como plataforma de gestão de talentos, pois passou a integrar subsistemas de avaliação de desempenho, além de impulsionar plano de carreira. 

Com isso, os conteúdos começaram a ser organizados em trilhas de aprendizagem para programas de onboarding, formação funcional e desenvolvimento contínuo de competências. 

Além disso, o LMS também se tornou aliado na execução de Plano de Desenvolvimento Individual (PDI). E, com o passar do tempo, novas funcionalidades foram sendo implementadas, cada vez mais voltadas ao senso de comunidade e desenvolvimento profissional. 

Aprendizagem contínua (2010)

Conforme a popularização da plataforma LMS, bem como a evolução da Educação Corporativa nas empresas e organização, novas características complementaram suas funcionalidades. 

Com a popularização dos dispositivos móveis, o computador foi deixando de ser o principal canal de acesso ao LMS, o qual passou a contar com aplicativos para serem acessados em smartphones, por exemplo. Uma necessidade na era da responsividade. 

Logo, a autoria do conteúdo passou a ser compartilhada e acessível a qualquer pessoa, por isso a curadoria se tornou cada vez mais exigente. 

O modelo de aprendizagem chamado 70.20.10, desenvolvido pelos professores Morgan McCall, Robert Eichinger e Michael Lombardo, do Center for Creative Leadership (Carolina do Norte-EUA), em meados dos anos 90, mudou a lógica: “do aprender para fazer, para o aprender fazendo e com os outros”.

O estudo desses professores resultou na percepção de que a aprendizagem se dá por meio das experiências, pois, segundo eles, são elas que criam um campo fértil, estimulado por diferentes abordagens. 

Assim, surgiu a necessidade de oferecer aos colaboradores mais recursos de suporte, por isso nessa fase tínhamos o LMS como plataforma de experiências, sobretudo da aprendizagem contínua – do estudo frequente para a prática. 

imagem com fundo verde, mostrando uma linha do tempo com a evolução do lms, 1998/2002 e-learning, 2005 gestão de talentos, 2010 aprendizagem contínua, 2017 aprendizagem inteligente, 202 aprendizagem inteligente

Aprendizagem digital (2017)

A transformação do LMS se deu com a implementação de um ambiente único e logado, ou seja, quando passou a permitir que a aprendizagem acontecesse a qualquer hora e a qualquer lugar, especialmente no formato microlearning.

Para desenhar essas experiências de aprendizagem digital, o design thinking foi adotado como um complemento do tradicional processo de design instrucional.

Por fim, com a adesão de sistema de dados, e todas as outras inovações, o LMS começou a ser visto como um sistema muito parecido com plataformas de streaming, com sugestão de cursos e experiências de aprendizagem conforme o interesse de seus usuários. 

Aprendizagem inteligente (2020)

A partir de 2020, o LMS passou a considerar a capacidade cognitiva de seus usuários e tornou o processo de ensino e aprendizagem muito mais personalizado e otimizado, com processos de assistência e curadoria muito mais eficazes. 

Sua adoção efetiva nas empresas tende a ser direcionada por vários fatores: apego a ferramenta atual, perfil de usuários e capacidade de adaptação da área de educação corporativa. 

Qual é o LMS corporativo ideal para capacitação em larga escala?

Sem dúvidas há muitas ofertas no mercado, mas o Studion.mx – LMS desenvolvido pelo DOT Digital Group – se difere por ser robusto e de fácil personalização, tornando menos complexa a gestão de aprendizagem no mundo institucional e corporativo. 

O LMS corporativo Studion.mx permite potencializar treinamentos corporativos para diversos colaboradores ou grupo de pessoas em diferentes áreas, como é o caso de empresas de grande porte. 

Essa solução educacional vem ajudando inúmeras empresas na capacitação contínua de seus profissionais, com capacidade para inclusão de programas de T&D para todos os níveis, do onboarding, passando por compliance, até o desenvolvimento de lideranças.

Além disso, o software pode receber upgrades de acordo com o desafio educacional, ou seja, dependendo da necessidade, é possível fazer adaptações na plataforma.

Ao incentivar a Educação Corporativa Digital por meio de cursos online em uma plataforma de LMS inovadora, todos saem ganhando: pessoas avançam em suas carreiras rapidamente e empresas aumentam seus resultados todos os dias.

Afinal, profissionais motivados e engajados impulsionam grandes negócios! 

O que o Studion.mx oferece?

Para que os programas de treinamento e desenvolvimento de profissionais sejam realmente eficazes, é preciso contar com uma tecnologia inovadora que promova múltiplas experiências de aprendizagem. 

Mesmo que o desafio educacional seja de alta complexidade, o LMS Studion.MX simplifica todo o processo de aprendizagem e avaliação de seus usuários, assim como o acompanhamento do progresso e desempenho, por meio de automações, dashboard e relatórios para que o time de T&D tenha sempre a visão de ROI.

Além disso, a equipe DOT possui amplo suporte ao cliente desde o início do projeto. Confira os depoimentos do nosso cliente Geração Agro:

“Desde o início da nossa experiência com o Studion.mx, de forma integral, temos apoio, orientações e esclarecimentos sobre o funcionamento da plataforma e como usá-la, em beneficio a nós e aos nossos alunos. Contato fácil e direto com todo o suporte, que sempre se mostraram atenciosos e prestativos”.

Sobre os benefícios e funcionalidades da plataforma:

“A plataforma oferece diversos mecanismo de comunicação com o estudante, facilitando e proporcionando interações. E o principal beneficio é ter uma plataforma que nos propicia a gestão do curso, análise de consumo, consumo do aluno, montagem de turmas comunicação com os alunos, tudo em um lugar só”.

Se a sua empresa ou organização tem interesse em conhecer mais sobre os benefícios do Studion.mx para Educação Corporativa Digital, agende uma conversa com um de nossos consultores agora mesmo.

banner azul escuro com os dizeres "com o studion.mx fica fácil levar conhecimento para todos os seus times! saiba mais agora"

2023-05-03T09:06:43-03:00