[Na mídia] “Brasil precisa agregar valor às exportações e valorizar a sua marca”, afirma CEO do DOT

“O Brasil precisa diversificar a sua pauta de exportação, principalmente apresentando ao mundo produtos com maior valor agregado. Nosso país precisa, sobretudo, fazer uma reflexão sobre o seu papel no mundo. Temos vantagens comparativas extraordinárias mas precisamos vender melhor a marca Brasil, a nossa essência, aquilo que o Brasil faz de melhor”.

O raciocínio resume, com precisão, a percepção do empresário Luiz Alberto Ferla, CEO e fundador do DOT digital group, empresa de referência no país e em todo o mundo em tecnologia de ponta para a educação (Education Technology), segundo o prestigiado Learning Techonologies Awards, ao falar sobre sua participação na Exposição Internacional de Importações da China (CIIE na sigla em inglês), que teve início na segunda-feira,  em Xangai, e será encerrada no próximo domingo (10).

Luiz Alberto Ferla  participa da CIIE integrando uma missão empresarial organizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e é com entusiasmo que ele fala sobre essa que é, seguramente, a maior  e mais impactante feira de importações já realizada em qualquer época.

“Somos um  grande grupo de empresários, dos mais diversos setores, do agronegócio principalmente, mas também de empresas inovadoras na área de tecnologia, como o DOT digital group, que viemos expor nossos serviços e produtos em educação e tecnologia. A feira está transcorrendo de forma bastante satisfatória. É uma feira gigante, visitada por milhares de pessoas e com um número impressionante de empresas exibidoras. Espera-se que pelo menos  algo em torno de 4 milhões de pessoas visitem a feira durante toda esta semana”, afirmou o executivo.

Acostumado a participar das mais importantes feiras de todo o mundo na área de especialização do DOT digital group e também de mostras multissetoriais, Luiz Alberto Ferla fala com entusiasmo e  conhecimento apurado sobre a presença na CIIE: “essa feira gigante, que tem empresas do mundo inteiro, serve para dirigirmos nosso olhar para o Brasil e nos leva a constatar que o nosso país precisa diversificar melhor a sua pauta exportadora apresentando ao mundo produtos com maior valor agregado em qualquer área. Seja na área da tecnologia de ponta,  na qual o DOT digital group está apresentando produtos mundialmente competitivos, seja em setores e produtos nos quais o Brasil tem grande competitividade, como na área de alimentos, nas quais o país também pode ter produtos mais elaborados. É importante que o Brasil faça uma reflexão e dirija um olhar sobre o seu papel no mundo”.

Na sequência de seu raciocinio, Luiz Alberto Ferla sublinha que “o Brasil tem vantagens competitivas enormes na área do café, da soja, das carnes, por exemplo. O mundo vê o Brasil como o país do café. Também vê o Brasil como o país do futebol. E as pessoas amam o futebol. Os chineses também. Por outro lado, nós somos também um país com belíssimas riquezas, com uma música excepcional, com ampla diversidade cultural e natureza exuberante e essas coisas deveriam ter maior relevância para o mundo. Nosso país deveria vender melhor a marca Brasil, a nossa essência, aquilo que o Brasil faz de melhor e o Brasil tem várias coisas que são muito importantes para o mundo. Tem sobretudo, uma alegria de viver que o mundo inteiro admira. Nós devíamos valorizar mais isso junto com a marca Brasil”.

Janela para o mundo

O CEO do DOT digital group faz uma avaliação bastante positiva sobre a participação  da empresa na feira de Xangai: “as perspectivas com essa feira e também com a nossa visita à China e de que possamos criar novas possibilidades de negócios no país que é a segunda maior potência econômica do planeta são as melhores possíveis. A China tem um mercado gigantesco de 1,4 bilhão de pessoas, com um mercado consumidor enorme para todo tipo de produto”.

Ele destaca também que “as gerações Millenium e Z naquele país consomem muito e buscam capacitação para se aprimorar e aí nós vemos muitas vantagens que o DOT digital group pode aproveitar a partir das experiências obtidas com a participação num evento dessa magnitude”

Nos contatos mantidos durante a CIIE, o executivo identificou grande interesse por parte de empresas e empresários chineses nos produtos e serviços que são o core dos negócios do DOT digital group: “nós esperamos conquistar um pedaço desse grande mercado que conta com um público que utiliza muito a internet, navega bastante em seus aparelhos celulares e precisa de muita informação e capacitação”.

Ao concluir, o executivo ressalta sua confiança em que a empresa tem um forte diferencial para conquistar seus espaços no mercado chinês, as soluções criativas e inovadoras: “apresentamos nossas soluções que são inovadoras no mundo inteiro e têm tido uma receptividade muito grande aqui na China. Muitas pessoas nos visitam querendo nos representar, propondo parcerias conosco na China pelo simples fato de que não encontram nada igual ao que estamos oferecendo”.

 

Conteúdo originalmente publicado em: https://bit.ly/2AY8AsZ

Acesso em 12/11 às 11h45

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

[Na mídia] DOT digital group, de Florianópolis a Xangai para conquistar o mundo com tecnologia de ponta

Brasília –  Sediado em Florianópolis e com filiais em São Paulo, Brasilia, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Lisboa, eleito pelo Learning Technologies Awards como uma das melhores empresas do mundo em EdTech (Education Technology), o DOT digital group figura entre as empresas que integram a missão organizada pela Apex-Brasil e pela Fiesp  para participar da Exposição Internacional de Importaçõe (CIEE), em Xangai, em mais um importante passo em busca da internacionalização.

 

Criado em 1966, no bem sucedido ecossistema de inovação de Florianópolis, com estratégias para educação corporativa e a educação formal, o DOT digital group tornou-se referência em tecnologia para educação no país e já capacitou mais de 5 milhões de pessoas e conta atualmente com 300 colaboradores.

Essa equipe tem o comando de Luiz Alberto Ferla, 53 anos, mais de 20 dos quais atuando como empresário do setor de tecnologia, CEO e fundador do DOT digital group, graduado em Administração de Empresas pela Escola Superior de Adminitração e Gerência (ESAAG) e em Engenharia de Produção Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com especialização em Planejamento Estratégico (UFSC).

Segundo Luiz Alberto Ferla, o foco principal da empresa se concentra nas áreas de EdTech (Education Tehnology) e MarTech (Marketing Technology). Em sua visão, a EdTech, mercado de soluções digitais para educação, é um dos mais promissores na área tecnológica, com perspectivas de crescimento global de 17% ao ano até 2020, de acordo com relatório da EdTechXGlobal. No Brasil, o DOT digital group é protagonista e referência no setor. O campo a ser explorado é vastíssimo pois, conforme atesta o CEO da empresa, “a educação está cada vez mais portátil, personalizada e onipresente. A aprendizagem estará nas mãos dos alunos, que terão o controle sobre o que, quando, onde e como aprender”.

Ele explica o grande sucesso alcançado pela empresa com a justifiativa de que “ um dos principais diferenciais do DOT digital group é oferecer soluções completas, de ponta a ponta. Além de desenvolver plataformas tecnológicas e customizadas de acordo com o objetivo do cliente, a empresa disponibiliza serviços de capacitação e retenção de alunos, diagnóstico e definição de estratégia de ensino mais adequada; produção de conteúdo em diferentes formatos como vídeo, e-books, game quiz e infográficos; consultoria na escolha das tecnologias necessárias para apoiar o conteúdo; e acompanhamento online do usuário com central de tutoria e monitoria. Por isso, a empresa dispõe de uma equipe de profissionais de diferentes áreas, do cientista de dados a jornalistas”.

Graças a essa reconhecida expertise, o DOT digital group tem um portfólio de clientes que reúne companhias de grande porte como Honda, Natura, Tivit, Engie, Copel, C&A, Santander, Algar Tech, Sebrae SC, Senar Nacional e Senar Goiás. Uma lista de clientes e parceiros de peso e que certamente será ampliada com os contatos mantidos pelo seu CEO durante a Exposição Internacional de Importações em Xangai.

De olhos voltados para o futuro, e com planos ambiciosos de internacionalização, a empresa lançou em outubro duas novas plataformas educacionais: “o StudiOn, uma plataforma de aprendizagem modular, ideal para empresas que queiram implantar um projeto de formação continuada. Cada colaborador aprende em seu ritmo e o conteúdo pode ser adaptado em formatos variados como vídeos e games. O outro, o Pronto Mobile, segue a tendência do microlearning, com conteúdos curtos acessados via celular ou tablet. O modelo traz mais flexibilidade, reforçando o engajamento e  o alcance dos resultados”.

O DOT digital group atua também na área do marketing tecnológico. Com uso de ciência de dados e Big Data, o grupo desenvolve ações de inteligência para produtos de comunicação digital, marketing direto, monitoramento de marcas e redes sociais, aquisição de clientes, portais e inteligência de mercado; análise de concorrência, estudos de público-alvo, etc. Há ferramentas utilizadas em parceria com a área de EdTech, por exemplo, análises estratégicas para empresas e instituições de ensino que têm metas desafiadoras na aquisição de clientes e alunos, conforme informa Luiz Alberto Ferla.

“Antenados com o mundo”,  “com foco no cliente do cliente”, o DOT digital group se considera “mais que uma equipe, somos um time”. Time de primeira sob o comando de um profissional altamente qualificado, Luiz Alberto Ferla, casado com Geisi Ana, pai de Luiz Felipe (Lipi, de 13 anos) e João Guilherme (Gui, de 9 anos), apaixonado pela família com quem compartilha os momentos de lazer mas que não se descuida e como empresário de tecnologia gosta de ler muito para manter-se informado sobre inovação, gestão, questão empresarial, neste mundo que é muito mutável e inovador.

Também procura sempre reservar tempo para fazer academia e caminhadas em companhia de sua mulher, Geise Ana, na paradisíaca Jurerê, praia-cartão postal de Florianópolis, onde mora. Profissional da alta tecnologia, cidadão do mundo, ele se diz fã ardoroso do esporte, e em especial de um ícone do esporte  e do tênis brasileiro, Gustavo Kurten, o Guga, e do futebol, com sua paixão incondicional pelo Flamengo.

 

Publicado originalmente em: https://bit.ly/2RQqkMu

Acesso em: 12/11 às 11h27.

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

EdTech na saúde | Tecnologia que salva vidas

O setor de saúde já vive sua transformação tecnológica. Mas a capacitação das pessoas que atuam nesse setor ainda não. O assunto será abordado por Luiz Alberto Ferla, CEO e fundador do DOT digital group, na próxima sexta-feira, 19, no ACM Summit, evento promovido pela Associação Catarinense de Medicina. O empresário vai mostrar como os conhecimentos aprendidos em cursos desenvolvidos pelo DOT, com direito a simuladores e realidade aumentada, pode transformar o setor no Brasil.

“A educação digital já é um realidade, e a área médica não pode ficar de fora. Utilizar tecnologias e estratégias educacionais também no contexto da saúde traz benefícios de ponta a ponta, para toda a cadeia. Desde o corpo clínico, até o usuário de um medicamento ou de um plano de saúde”, observa Ferla.

Com sede em Florianópolis, o DOT é um dos maiores grupos de tecnologia para educação do País. Recentemente, em parceria com o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, desenvolveu um programa de treinamento online para atendimento de parada cardiorrespiratória do Brasil.

 

Fonte: Assessoria de imprensa

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

DOT desenvolve o Portal da Transparência do Governo Federal

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) lançou hoje (28/06), em evento aberto em Brasília, o novo portal da Transparência do Governo Federal.  O projeto foi desenvolvido pela Talk2, empresa do DOT digital group.

No novo portal ficou mais fácil acompanhar os investimentos e as despesas do setor público, visualizar os salários e rendimentos dos servidores federais, visualizar os imóveis funcionais por órgãos e visualizar as despesas de todos os órgãos do Governo Federal.

A reformulação do Portal da Transparência foi feita com foco na usabilidade do cidadão. A experiência do usuário na navegação agora se adapta a todos os dispositivos móveis, o portal privilegia a transparência e a interação.

O DOT fez a elaboração da estratégia, arquitetura de informação, design e o html para o portal.

O evento apresentou as principais inovações e melhorias que facilitam a navegação, interatividade e disponibilização das informações para monitoramento dos gastos públicos do Governo Federal. As mudanças focam na integração entre as consultas e diversas bases de dados, ferramenta de busca, visualização e comparação em gráficos, melhor usabilidade e linguagem cidadã. A nova versão permitirá de forma flexível, intuitiva, acessível e rápida, buscar informações sobre receitas, despesas diretas, transferências a estados e municípios, licitações e contratos, convênios, punições a empresas, entre outros.

Quanto mais informação, melhores as condições da sociedade de exercer o controle dos recursos públicos e tornar-se efetivamente participativa na nossa democracia.  Foi com muito orgulho que desenvolvemos este projeto que coloca o usuário em foco e é 100% pensado na usabilidade”, afirmou Luiz Alberto Ferla, CEO do DOT digital group.

Na foto Marco Malaquias Gerente de Projetos DOT, Cláudia Taya Secretária de Transparência e Prevenção da Corrupção, o Ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União Wagner de Campos Rosário e Marcelo Ottoni, Especialista em MarTech do DOT digital group, recebem homenagem em nome do toda a equipe Talk2/DOT.

Crédito da foto: CGU

Veja mais informações oficiais aqui.

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

A sua empresa está preparada para o dia 25 de maio de 2018?

Por Luiz Alberto Ferla

Alguns de vocês já devem ter percebido que os serviços que utilizamos na internet estão atualizando os termos de uso. Google, Facebook e Twitter são apenas alguns deles, mas as mudanças atingem praticamente todas as plataformas de comunicação e têm a ver com a maneira como os dados coletados são trabalhados.

A nova legislação europeia, chamada Regulação Geral de Proteção de Dados (General Data Protection Regulation – GDPR) [1], prevê a maneira como as empresas de tecnologia devem tratar os dados obtidos por meio da utilização dos seus produtos e serviços e busca contribuir para um bom funcionamento do direito à privacidade das pessoas numa sociedade cada vez mais globalizada e alimentada pela internet.

Com 87 milhões de dados vazados dos usuários e um depoimento altamente debatido de Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, no Senado Americano [2], colocou-se em evidência as atuais leis de proteção de dados na internet e qual o verdadeiro papel das grandes empresas na proteção dos dados de seus usuários.

Efeito global

A regulação terá um efeito global, uma vez que ela se aplica a entidades que processam dados pessoais, mesmo quando o tratamento se dá fora da limitação geográfica da União Europeia.

Não é novidade que os países tentem regulamentar essa utilização. A grande diferença que deixou muitas empresas em polvorosa é a clareza com que as regras foram expostas, bem como as penalidades.

Uma das maiores mudanças é referente à abrangência da lei. Se a empresa coletar dados de cidadãos da União Europeia, não importa onde esteja o cidadão ou a sede da empresa, deve respeitar essa regulamentação. As violações geram multas de 4% do faturamento ou US$ 20 milhões, o que for mais alto.

Contexto Brasil

Fica clara a importância de existir uma política forte de proteção das informações para todas as empresas, não importa o tamanho. O Brasil ainda não tem leis que regulamentam e impedem o tratamento abusivo das informações dos usuários e isso pode ser um impeditivo no crescimento do mercado tecnológico de banco de dados.

As empresas brasileiras que tratam e transferem dados relativos a usuários sob jurisdição da União Europeia devem se adequar a essa legislação. Apesar da existência dessas regras na legislação atual, é inquestionável que a lei geral tenha efeitos relevantes no Brasil. Por isso, a criação de uma lei especializada e de agentes fiscalizadores é primordial.

Se o Brasil ou os Estados Unidos vão seguir influenciados pelo modelo de regulação de dados europeu, ainda temos que aguardar os próximos passos, o que podemos afirmar é que este debate vai ter reflexos no mundo inteiro.

A nova lei já entra em vigor a partir de 25 de maio de 2018, mas muitas empresas já se adiantaram e atualizaram seus termos de uso.

*Luiz Alberto Ferla é CEO e fundador do DOT digital group.

Este artigo foi publicado pelo portal TI Inside

 

Refs

1 – https://ec.europa.eu/info/law/law-topic/data-protection_en

2  https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/tecnologia/2018/03/19/interna_tecnologia,667192/facebook-abalado-por-escandalo-de-vazamento-de-dados-pessoais.shtml

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

CEO do DOT é palestrante no Congresso Peruano de Gestão de Pessoas

Luiz Alberto Ferla, CEO  e fundador do DOT digital group, é palestrante no 16º Congreso Peruano de Gestión de Personas.

O Congresso reúne a comunidade empresarial peruana – e latino-americana -responsável pela gestão de pessoas e busca discutir novas ideias, compartilhar experiências e conhecer as tendências da capacitação corporativa.

Ferla apresentará a palestra “Inovando com tecnologia para a educação corporativa: as oito mega tendências de 2018”, no dia 16 de maio, 14h30.

Neste contexto, Ferla vai trazer em detalhes as 8 mega tendências para a Educação Corporativa no contexto Latam. Confira  um pouco sobre a apresentação:

O Congresso se realizará em Lima nos dias 16 e 17 de maio.

 

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

[Infográfico] Tecnologia faz aprendizado ganhar escala

Cerca de 80% dos colaboradores de uma companhia utilizam smartphones no trabalho e 99% dos que utilizam o aparelho mobile para aprender, acreditam que esse formato contribui para o aprendizado.

Essas e outras informações são do CEO do DOT digital group, Luiz Alberto Ferla, na matéria para a Fecomércio São Paulo.

2017-03-01_infografico_educao_corporativa2

 

Fonte:  Fecomércio São Paulo.

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

Opinião | EdTech e a revolução para o setor de educação

Luiz Alberto Ferla*

Caminhamos para um estilo de vida on demand. Já podemos dizer que somos uma nação de nativos da era digital, na qual as pessoas veem como essência da vida a relação com o universo digital e é possível buscar opções de serviços quando, como e de onde elas quiserem.

É provável que, no futuro, poucas ofertas não sigam esse modelo sob demanda. Um setor que tem demonstrado um crescimento exponencial nesse sentido é o mercado de educação e capacitação online, por conta do rápido avanço das tecnologias utilizadas para gerar a melhor experiência e interação nos cursos, onde o aluno estiver.

Para 2017, podemos esperar uma oferta cada vez maior de conteúdos que podem ser consumidos de forma rápida, simples e pessoal por meio de EdTech – Education Technology (em português, Tecnologia para Educação). EdTech é a unificação das últimas tendências tecnológicas para criar um processo de educação online mais dinâmico, atrativo e efetivo.

Entre essas tecnologias temos bons exemplos, que vêm ganhando espaço quando se pensa em estratégias para a educação online:

Realidade virtual: solução inovadora que funciona como um convite à imersão em um ambiente virtual.

Realidade aumentada: permite a geração da realidade física por meio de dispositivos que processam e exibem as informações.

Gamification: componente importante para garantir o engajamento, estimulando comportamentos estratégicos e pré-mapeados com o objetivo de alcançar resultados em curto e médio prazos.

Big Data e Learning Analytics: quando aliadas, podem mapear novos tipos de aprendizagem e ajudar a identificar os materiais mais adequados às necessidades de capacitação.

Internet das Coisas: objetos e dispositivos que se conectam para coletar e trocar dados pela Internet.

Futuro

Todos os esforços de tecnologia voltados para a educação poderão revolucionar o setor. De acordo com o futurista do DaVinci Institute, Thomas Frey, até 2030 as maiores empresas na Internet serão empresas educacionais das quais ainda não ouvimos falar. A visão dele para 2030 é de que haverá cursos online de forma massiva. Só que, ao invés de instrutores humanos, eles serão robôs bastante inteligentes, que irão personalizar os planos de aula para cada aluno. Essa customização das aulas permitirá que os alunos aprendam de forma muito mais rápida do que se tivessem que competir com outros 19 alunos pela atenção do professor.

Diante desse cenário, é provável que o uso de tecnologia para a educação se torne cada vez mais relevante, com modelos de treinamento atrativos, que gerem engajamento, maior desempenho e satisfação. Inclusive, já é possível prever o interesse de empresas privadas nessa tecnologia, mas também dos governos interessados em melhorar os níveis de educação em seus países.

Afinal, além da absorção do conteúdo em si, é possível notar que o bom uso da tecnologia na educação e na capacitação aumenta a captação de alunos, reduzindo a evasão dos cursos online e incrementado os índices de satisfação e de qualidade das iniciativas.

Para os próximos anos, podemos aguardar uma verdadeira revolução no setor, uma vez que muitas instituições já se preocupam com o processo de ponta a ponta, aplicando ao sistema o que há de mais moderno em tecnologia. No centro dessa revolução, é certo que teremos EdTech.

 

Luiz Alberto Ferla é CEO do DOT digital group, grupo brasileiro especializado na oferta de soluções para EdTech e MarTech.

 

 

Este artigo foi publicado também no portal Administradores, OverBr e Minuto Tech.

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

DOT digital group forma aliança comercial com multinacional Suíça, SGS

O DOT digital group e a SGS, um dos maiores players mundiais de capacitação, treinamento e certificação, uniram suas expertises para oferecer ao mercado produtos e serviços de excelência em EdTech – Education Technology.

Inovação em serviços de Education Technology

O DOT digital group, empresa com mais de 20 anos de atuação na área de capacitação e treinamento online, traz para essa aliança a sua força de inovação e competitividade nas soluções de tecnologia para educação.

Hoje, na área de EdTech, o DOT já oferece cursos online com tutoria e monitoria, ferramenta de consultoria online, gamification, games educacionais e motivacionais, simuladores e sistemas interativos, Realidade Aumentada, Realidade Virtual, entre outros.

Para Luiz Alberto Ferla, fundador e CEO do DOT digital group, a aliança das empresas representa um salto gigante para a oferta de soluções de EdTech no Brasil e outros países.

“Essa aliança comercial reforça o comprometimento que o DOT digital group tem com a inovação e a entrega de um serviço de excelência.”, afirmou Ferla.

dot_por_rogerio_amendola-1

 

Confira a nota da colunista do Diário Catarinense, Estela Benetti aqui.

 

 

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT

CEO do DOT digital group participa do Fórum de Desenvolvimento Econômico JK

Luiz Alberto Ferla, CEO e fundador do DOT digital group, participou no dia 20 de junho do Fórum de Desenvolvimento Econômico JK na sede da Revista Mercado Comum, em Belo Horizonte.

Debate

Ferla debateu a Inteligência digital e os desafios da gestão moderna. Participaram do evento também o economista e diretor da Rosemberg & Associados, Luiz Paulo Rosemberg e o vice-presidente da FIEMG, Aguinaldo Diniz Filho.

Confira mais detalhes na notícia publicada pelo portal do Sistema FIEMG.

 

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT