A importância do setor de energia para a economia

Tempo de leitura: 6 minutos

 

Sem dúvidas, a energia é um dos componentes que sustenta o pleno funcionamento de qualquer nação. Assim sendo, a importância do setor de energia em nosso cotidiano é inquestionável. Tão inquestionável quanto, é a necessidade de investimento em Educação Corporativa para o setor, a fim de manter os profissionais sempre qualificados e aptos para cumprir com suas demandas. Acompanhe a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Impacto da energia na sociedade

A energia é um insumo vital para praticamente todas as atividades, das mais variadas naturezas: a maior parte da população utiliza energia em suas residências diariamente, para tarefas simples do dia a dia; empresas e indústrias a utilizam na produção de bens e serviços; por sua vez, o setor público necessita de energia para viabilizar o funcionamento de serviços básicos, como iluminação pública e atendimento médico, por exemplo.

Economicamente falando, não é diferente: considerando que organizações de todos os setores fazem uso de energia em sua atuação, o insumo é fator essencial para o crescimento econômico de um país, seja pela geração de empregos ou através da compra e venda de produtos e serviços, movimentando o mercado. Não tem jeito: sem energia, a economia não se desenvolve.

Diante da latente necessidade, o setor de energia vem crescendo mais e mais. Atualmente, dispomos de energia oriunda de fontes diversas, como petróleo, hidroeletricidade, gás natural, carvão, entre outras. 

Frente às diversas novas tecnologias que surgem a todo momento e ao estilo de vida das pessoas cada vez mais focado em modernização e automação de processos, fica clara a importância do setor de energia no desenvolvimento da sociedade moderna. 

Além disso, a energia também pode impactar a balança comercial de um país, gerando gastos e lucros maiores ou menores com importação e exportação, de acordo com sua independência energética. As relações internacionais também entram nessa balança, de modo que, quanto mais dependente de importações de energia um país é, mais pressionado e vulnerável ele poderá ficar diante de embates políticos.

Panorama do setor de energia no Brasil

Independente do estágio de desenvolvimento do Brasil, é fato que as vidas dos brasileiros são movidas por energia todos os dias. 

Seja para iluminar as ruas, os estabelecimentos e as residências, na conservação de alimentos pelo uso de geladeiras e freezeres, na locomoção, na climatização de ambientes, no aquecimento da água ou no uso cada vez maior de aparelhos eletrônicos em geral — o setor de energia ocupa um papel essencial na rotina de todos.

Vicente Rauber, Engenheiro Especialista em Planejamento Energético e Ambiental, afirma que  “(…)  em todos os outros produtos e serviços que consumimos e utilizamos existe uma energia agregada, ou seja, também foram necessárias energias para serem produzidos e transportados.”. Em outras palavras, mesmo quando não é perceptível de forma direta, a energia permeia muitas atividades da atual sociedade brasileira. 

Dispondo de uma ampla gama de fontes de energia, o Brasil tem papel de protagonista no setor em âmbito mundial, sendo um importante produtor e exportador de energia. 

Temos em nossa produção hidrelétricas, térmicas a carvão, gás natural, biocombustíveis e energias renováveis, como eólica e solar. A hidrelétrica de Itaipu, localizada na fronteira do Brasil com o Paraguai, é atualmente a maior usina hidrelétrica do mundo em termos de geração de energia. O país também destaca-se na produção de petróleo e gás natural.

Por aqui, o crescimento do setor de energia se deu, principalmente, pela convergência digital. Isso possibilitou a adoção de sistemas e mecanismos modernos, a fim de obter um melhor desempenho das companhias. Perante tal convergência, o número de startups no Brasil voltadas para a área de energia disparou. Segundo dados do relatório de Mercado de Energia no Brasil, houve um crescimento de 29,82% entre dezembro de 2020 e outubro de 2021 dessas startups, sendo que quase 18% delas são focadas em eficiência energética, 20% em geração compartilhada e 15% em Data Analytics.

Porém, nem tudo são flores: o setor de energia do Brasil vem enfrentando desafios, como a demanda de investimento em infraestrutura, a volatilidade dos preços internacionais, além do impacto ambiental causado por algumas fontes de energia.

Gestão estratégica para o setor de energia

São crescentes os avanços e a modernização do setor nos últimos anos, o que potencializa a aptidão das organizações no suprimento da alta demanda nacional. 

Diante de tanta transformação, contar com uma boa gestão estratégica faz-se mandatório para as companhias desse segmento, para que consigam ordenar seu acelerado crescimento, sem prejudicar a qualidade da entrega final.

Há muitas possibilidades para o fortalecimento do segmento no Brasil, porém, a tecnologia não é o único fator a ser considerado: a falta de gestão ainda é um obstáculo para muitas empresas do setor. 

A gestão estratégica no setor de energia envolve vários processos, desde a definição do orçamento, passando pela gestão de estoque, produção, financeira, até assistência técnica e pós-venda.

Com uma melhor gestão, as empresas contam com uma previsibilidade mais assertiva em cada etapa do processo, o que aumenta a eficiência operacional e fideliza os integradores, que compõem o ecossistema do segmento. O correto tratamento de dados traz uma visão clara sobre a eficiência e o progresso de cada projeto, gerando uma tomada de decisão mais segura, além de fomentar o constante melhoramento de processos.

Sabendo o quão importante é a gestão estratégica no setor energético, fica o questionamento: como implementar essa solução nas empresas?  

Capacitação corporativa como aliada do setor energético

Além de dispor de uma boa plataforma para a gestão estratégica do seu negócio, é fundamental contar com profissionais capacitados para a função. Um bom gestor de projetos, com conhecimento das normas reguladoras, contribui ativamente para o sucesso das companhias do setor de energia. Aliás, isso também se aplica aos demais colaboradores de sua empresa. Lembre-se: o ativo mais valioso de uma empresa são as pessoas.

Assim sendo, investir em educação corporativa para assegurar a qualificação da sua força de trabalho é primordial.

 A capacitação corporativa no setor de energia ajuda a melhorar a produtividade e eficiência de seus colaboradores, além de contribuir na retenção de talentos. Além disso, o investimento em  educação corporativa digital  pode ser um enorme diferencial, para que as empresas do setor se destaquem em um mercado cada vez mais competitivo, aumentando a competitividade da organização e, consequentemente, sua vantagem sobre a concorrência.

Com o auxílio da tecnologia, diversas soluções educacionais podem ser desenvolvidas, de forma personalizada, a fim de beneficiar o setor de energia. Alguns exemplos de treinamentos corporativos interessantes para o setor são: 

  • Segurança

Capacitando os profissionais da área de segurança, é possível prevenir acidentes e garantir o bem-estar dos colaboradores. O treinamento pode ser desenvolvido de forma personalizada, a fim de se encaixar na realidade da sua empresa. 

  • Tecnologia

O setor de energia está em constante evolução, por isso, é essencial que os colaboradores estejam sempre atualizados sobre as últimas tecnologias e métodos de trabalho. Soluções de Immersive Learning podem ser muito úteis nesse caso!

  • Gestão

Como já mencionado, gerir de forma estratégica os projetos de uma companhia é fundamental. Assim, é muito importante capacitar os profissionais, para que lidem com os dados da empresa de forma eficiente e estratégica. Uma Universidade Corporativa pode ser uma ótima opção, para oferecer treinamentos diversos e promover um desenvolvimento integral.

  • ESG

A agenda ESG é o assunto do momento, e para as empresas do setor energético, a relevância desse tópico é ainda maior. Promover a conscientização dos colaboradores acerca da importância do tema é fundamental. Ações de Educomunicação podem melhorar o engajamento e a participação ativa dos profissionais.

banner verde, dizendo "saiba mais sobre ESG e sua importância para as empresas" e logo abaixo um botão verde claro, com letras brancas dizendo "confira"

  • Liderança

A capacitação em liderança melhora a eficácia  de lideres na motivação de suas equipes para atingir metas, além de desenvolver soft skills, necessárias especialmente em cargos que lidam diretamente com as pessoas. Soluções educacionais baseadas em gamification e storytelling podem ser muito eficazes.

  • Comunicação

Capacitar os colaboradores para que se comuniquem de maneira mais eficiente e amistosa com colegas, clientes e outras partes interessadas é sempre uma excelente iniciativa. Os Cursos via WhatsApp são ideais para treinamentos de curta duração, promovendo aprendizagem rápida e flexível aos colaboradores, com conteúdos divididos em pílulas, nos mais diversos formatos.

Existem, ainda, diversas outras ferramentas educacionais que podem ser utilizadas na construção de um programa de T&D campeão para o setor de energia.

Deseja saber mais? Entre em contato com nossos especialistas e potencialize os resultados da sua empresa! 

2024-02-29T10:45:41-03:00