Integração de novos colaboradores: onboarding

Encontrar o processo ideal para integrar os novos colaboradores, o chamado onboarding, na cultura da empresa não é algo fácil. Vários fatores relacionados a esse novo colaborador devem ser levados em consideração: maturidade, tempo, capacidade de absorção e maneira de lidar  com novos desafios.

Independentemente de cada ponto, uma coisa é certa: o gestor quer resultado rápido.

Por isso, o grande objetivo ao pensar em uma estratégia de onboarding é a redução de tempo de treinamento e a eficácia na disseminação dos conteúdos, deixando este colaborador apto, rapidamente, ao seu trabalho.

Case

A Resultados Digitais, umas das maiores empresas do Brasil em marketing digital, implementou a estratégia de capacitação online no seu processo de onboarding.

Antes, o processo tinha duração de 15 dias: assim que o colaborador iniciava suas atividades, os primeiros 15 dias eram dedicados ao onboarding, que, além de tratar da cultura organizacional, tinha foco no negócio da empresa. No repertório havia videoaulas, palestras e integração.

Com a estratégia online, o tempo de dedicação ao onboarding foi reduzido para apenas 6 horas. Todos os conteúdos que fazem parte do onboarding da RD foram distribuídos em microvídeos, seguindo a estratégia de microlearning.

Esta foi apenas uma solução para o desafio

Inúmeras estratégias podem ser implantadas nesse processo, como a utilização de vídeos que disseminam as políticas e atividades da empresa. Só não esqueça da grande tendência em vídeos: sempre com legenda, para que o áudio não precise ser ligado.

Mas aqui vamos destacar as trilhas de aprendizagem, que são uma excelente opção para os novos colaboradores. Elas possibilitam que vários perfis diferentes utilizem um mesmo ambiente de aprendizado, mas percorram caminhos diferentes, de acordo com seu nível de conhecimento e seu objetivo educacional (área ou setor da empresa). A trilha pode trazer vários objetos educacionais: vídeos, games, quizzes, simuladores, entre outras opções.

As trilhas de aprendizagem também se mostram uma excelente opção para um programa de “reciclagem”, digamos assim. Os colaboradores mais antigos também precisam, regularmente, ser envolvidos em programas de treinamento voltados para a cultura organizacional.

Sim, relembrar é viver, e você sabe a importância de repassar para os colaboradores os valores, os pilares, o foco e as diretrizes da organização.

 

Saiba mais no nosso ebook Desafios na Educação Corporativa

Receba Conteúdos!

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos produzidos pelo DOT